25 abril 2018

Vasco Cordeiro termina visita oficial ao Brasil com convívio com a comunidade açoriana do Rio de Janeiro

Postado por Diretoria categoria: NOTÍCIAS .

O Presidente do Governo concluiu, este sábado, a visita oficial ao Brasil com um convívio com a comunidade açoriana do Rio de Janeiro, onde deixou o repto a todos os Açorianos, os que vivem na Região e nas comunidades, a assumirem o desafio de “afirmar os Açores no mundo”.

“Para essa tarefa, todos estão convocados. Estão convocados os Açorianos de lá, como estão convocados os Açorianos de todas as nossas comunidades”, afirmou Vasco Cordeiro, no final desta deslocação ao Brasil, que decorreu na sequência do convite do Governador do Estado de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, e que incluiu também o Estado de São Paulo.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo defendeu que uma das formas de dar expressão prática a este desafio passa por dar a conhecer os Açores de hoje, “uma das portas de entrada na Europa, que tem conseguido, ao longo do tempo, equilibrar o seu desenvolvimento do ponto de vista económico, mas salvaguardando objetivos de sustentabilidade ambiental e social”.

“Uma Região que hoje se afirma no que tem a ver com tecnologias espaciais, que tem na Universidade dos Açores uma das instituições internacionais de referência no estudo do Mar, que fez o seu trajeto, que se orgulha muito da sua História e daquilo que os Açorianos fizeram lá, nos Açores, e em todas as comunidades onde se instalaram”, sublinhou Vasco Cordeiro.

De acordo com Presidente do Governo, há, assim, um “campo imenso que se abre, a par das nossas tradições, da nossa cultura e da nossa identidade, para este trabalho de dar a conhecer a Região que somos hoje”.

Antes deste convívio, Vasco Cordeiro presidiu, também na Casa dos Açores do Rio de Janeiro, primeira instituição deste tipo a constituir-se fora do território nacional, ao lançamento da obra ‘Uma Página sobre Vitorino Nemésio’, promovida pelo Governo dos Açores e com curadoria e coordenação do professor António Machado Pires.

“Uma cerimónia cheia de simbolismo”, salientou o Presidente do Governo, ao destacar que esta é uma uma publicação sobre “quem cunhou o conceito da Açorianidade” e, também, pelo facto de ser lançada na Casa dos Açores do Rio de Janeiro, “um marco da presença açoriana no mundo”.

“A edição e lançamento desta obra tem um duplo significado. Por um lado, homenageamos um dos nossos maiores autores portugueses do século XX e, por outro lado, fazemo-lo aqui, numa terra que também foi de Nemésio durante alguns anos da sua vida”, destacou Vasco Cordeiro.

A convite do Presidente do Governo, a comitiva açoriana integrou os Presidentes das Câmaras Municipais de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, cidades irmãs de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, assim como os deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, pertencentes à Comissão de Política Geral, José San-Bento (PS), António Soares Marinho (PSD) e Alonso Miguel (CDS/PP).

Fonte: Governo Regional dos Açores