19 setembro 2017

Juventude assume papel prioritário na diáspora

Postado por Diretoria categoria: NOTÍCIAS .

O Diretor Regional das Comunidades defendeu, em Toronto, no Canadá, a importância do papel da juventude, considerando que é “o único garante da continuidade do trabalho e do esforço” desenvolvido pelas Casas dos Açores.

Paulo Teves, que falava sábado no encerramento da XX Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores (CMCA), frisou que deve existir recetividade para auscultar os desejos e a visão dos jovens, promovendo novas atividades, em novos espaços e em contextos diversificados.

“O Governo dos Açores fará a sua parte em promover cursos sobre a realidade atual do arquipélago” afirmou Paulo Teves, que apontou como exemplo o curso para jovens da diáspora que se realizou este ano no arquipélago dirigido a jovens dos Estados Unidos da América, adiantando que “no próximo ano será com jovens do Canadá”.

Na sua intervenção, o Diretor Regional apontou ainda como prioridades “a capacidade de sair do espaço comunitário”, para uma melhor e maior divulgação da riqueza existente, assim como o trabalho para uma “maior promoção dos Açores”, conciliando as potencialidades do arquipélago com os sistemas de incentivos existentes, de forma a “despertar o interesse económico” dos empresários.

Paulo Teves salientou que a organização de sessões de esclarecimento sobre diversas áreas de negócio, a sinalização de eventos de relevante interesse e o estabelecimento de ligações entre empresários de ambos os lados do Atlântico são alguns exemplos de iniciativas que as Casas dos Açores podem promover e com as quais podem colaborar.

“Este é, efetivamente, um papel que podem ocupar neste processo de desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores”, afirmou Paulo Teves.

O Diretor Regional frisou ainda que o compromisso que o Governo dos Açores assume no âmbito do relacionamento com as Casas dos Açores é o de corresponder com “uma agenda única” que abranja diversos setores e públicos distintos, num processo em que a diáspora é “ator fundamental” e as Casas dos Açores “pilares essenciais” que contribuirão para o sucesso das metas que se propõem atingir.

Paulo Teves reafirmou ainda o compromisso do Governo dos Açores para que as comunidades sejam “integradas, reconhecidas, fortes e dinâmicas nos diversos relacionamentos”, de forma a que haja “mais Açores no mundo e mais comunidades nos Açores”.

Nesta cerimónia, o Diretor Regional felicitou Conceição Casimiro, Susan Amaral e o sindicato Local 183, que foram distinguidos com a Medalha de Mérito do CMCA, bem como a Federação Agrícola dos Açores, na pessoa do seu presidente, Jorge Rita, que recebeu a distinção de ‘Produto Açoriano de Qualidade’ atribuído à ‘Carne dos Açores’, além de todos os participantes e todos os que tornaram possível a realização de mais um Conselho Mundial.

A próxima reunião do Conselho Mundial das Casas dos Açores será realizada no Rio Grande do Sul, no Brasil, por decisão desta Assembleia Geral.

Fonte: Governo Regional dos Açores