A edição das Sete Maravilhas dedicada às aldeias portuguesas tem como objetivo promover o patrimônio histórico, natural e gastronômico.

“Esta eleição foi um sucesso, com níveis de participação históricos. As aldeias têm futuro e muitas oportunidades, não vamos mais largar as nossas aldeias, com outras iniciativas no futuro. E agora vamos continuar com a nossa missão de promover os grandes valores da identidade nacional. As Sete Maravilhas vão voltar em breve com mais temas que puxam pelos territórios e pelas nossas gentes”, referiu o presidente da organização, Luis Segadães, na cerimônia, que teve início no domingo à noite.

Fonte: Açoriano Oriental/RTP Açores